Tendência: Amuletos Fashion


15 de setembro de 2019
às 21:21

Que tal começar o dia com o pé direito ou se proteger contra o mau olhado daquela migs invejosa? haha’ 😂 Ah! E ainda de quebra ficar linda porque quem não quer estar sempre diva, não é mesmo? Para isso, a dica é investir nos amuletos fashion e não se esquecer de botar um pouquinho de fé nessa magia do bem! 🙏✨

Olho Grego

O olho grego ou olho turco é um amuleto de proteção contra o mau olhado, ou seja, a inveja. Acredita-se que quando ele recebe muitas energias negativas, ele se parte e é necessário trocá-lo para se continuar protegido.

Modelo usa piercing falso dourado e brinco de argola dourada com pingente de olho turco.
Fonte: Francisca Jóias.

Brinco de argola com pingentes de lua, estrela, ponto de luz e olho grego folheado em ouro 18K

Compre aqui.

Já tive uma pulseirinha de olho grego, mas acabei perdendo. Vai ver o mau olhado foi tão forte que levou a minha pulseirinha embora! 😅

Trevo de Quatro Folhas

Esse é o meu amuleto preferido! Além de ser uma fofura, o trevo tem um significado lindo. Cada folha simboliza esperança, , amor e sorte. Acho que é um ótimo presente para uma pessoa querida.

Mão com unhas com esmalte de glitter e anel de trevo dourado.
Fonte: Ana Zulma Jóias.

Anel Trevo Ouro

Compre aqui.

A personagem Carrie Bradshaw, interpretada por Sarah Jessica Parker, apareceu com um colar lindo de trevo no filme Sex and the City 2. 😍

Mulher com colar de trevo e vestido azul.
Sarah Jessica Parker com colar de trevo.

Pedras Naturais

Os místicos acreditam que as pedras naturais como a pedra da lua, a ametista, a turmalina negra e o quartzo rosa carregam energias com poderes para nos acalmar e proteger, reduzir a ansiedade, afastar a depressão, entre outros.

Modelo usa adereço com base em metal, com aplicação de pedras naturais e pérolas.
Fonte: Can Can Acessórios.

Headpiece Proteção

Compre aqui.

Achei essa tiara da Can Can Acessórios muito fada! Acho que a Sininho ficou até com inveja. 😛

Dente

Dizem que os guerreiros de culturas antigas usavam colares com dentes de animais como um símbolo de status fortemente ligado à virilidade e à força e que esses amuletos tinham o poder de afastar o medo.

Modelo usa argola com banho de ródio branco e dente de madrepérola.
Fonte: Cynthia Pamplona.

Brinco Argola Dente Pendurado Ródio Branco

Compre aqui.

Também chamado de chifre italiano e representado em par, outra crença é que seja um poderoso amuleto da sorte capaz de proteger contra o mau olhado e afastar o mal.

Blogueira loira com cabelos compridos usa vestido floral, bolsa Chanel rosa candy e colares e pulseiras dourados e segura xícara de café na mão.
Chiara Ferragni com colar de chifre italiano dourado.

Figa

A figa é um amuleto de proteção. Acredita-se que ela protege a pessoa contra doenças e coisas ruins. A jornalista Patrícia Poeta que o diga!

Patrícia Poeta com colar cheio de pingentes coloridos de figa.
Fonte: Instagram/ Patrícia Poeta.

Acho que mesmo que você não acredite no poder dos amuletos, é sempre bom ter pensamentos positivos, não é mesmo? No meu dia a dia, uso os amuletos para trazer alegria e sempre que os vejo, me lembro de acreditar nas coisas boas da vida como o amor, a amizade e principalmente a sorte porque ainda espero ganhar na Mega Sena um dia. 😄🍀

Fico por aqui e até o próximo post! 😗

Este post não é um publieditorial e não contém links para afiliados.

Atenciosamente,
Equipe do SG

Postado por Daniela
Estudante de Ciência da Computação, web designer, maquiadora profissional e editora de beleza do SG.

Esses posts têm tudo a ver!

Diário de Viagem de Foz do Iguaçu


13 de setembro de 2019
às 15:59

Eu e meu namorado amamos viajar e estamos sempre procurando novos destinos. ✈💘 Nessas férias não seria diferente e fomos conhecer Foz do Iguaçu, cidade brasileira do estado do Paraná famosa por suas cataratas.

02/09 a 07/09

Pegamos um voo à tarde para ainda podermos aproveitar um pouquinho da noite quando chegássemos lá. Escolhemos viajar pela compania aérea Gol porque os preços das passagens de ida e volta estavam ótimos. Demos sorte também e conseguimos uma promoção muito boa para a suíte business com hidromassagem no hotel Continental 4Soul. Nosso quarto era excelente, com sala e banheira de hidromassagem. A única coisa que não achei um espetáculo foi o piano bar e restaurante do hotel. Por isso, fomos jantar em um restaurante italiano que acabou sendo incrível, o Bona Tratoria que remete à Itália e tem uma dona extremamente simpática, além de garçons super educados e atenciosos.

03/09

Nesse dia acordamos cedo, tomamos café da manhã no hotel e fomos comprar um passeio na agência de turismo que fica dentro do hotel. Escolhemos fazer o tradicional passeio das Cataratas do Iguaçu e saímos às 8:30 para voltarmos às 17:00.

A primeira parada foi o Parque das Aves. Confesso que achei esse lugar meio sem graça, sendo legal mesmo somente para quem gosta muito de ver aves. Enfim, na minha opinião, esse parque poderia ter sido pulado.

Manuela Brasão no Parque das Aves em Foz do Iguaçu com flamingos do parque ao fundo.
Manuela Brasão posa com asas de arara da decoração do Parque das Aves em Foz do Iguaçu.
Manuela Brasão sorri no Parque das Aves em Foz do Iguaçu com flamingos do parque ao fundo.
Ave do Parque das Aves em Foz do Iguaçu.
Araras do Parque das Aves em Foz do Iguaçu e suas casinhas dentro de sua jaula.
Flamingos do Parque das Aves em Foz do Iguaçu.

Em seguida, pegamos um ônibus que nos levou até as cataratas dentro do Parque Nacional do Iguaçu. Conforme fomos caminhando, chegamos na queda mais forte e famosa, a Garganta do Diabo. Para quem não quer se molhar, há capas de chuva à venda. Já quem não se importa, a roupa molha e seca bem rápido. Compramos também almoço no restaurante que tem dentro do parque e foi ótimo porque as comidas eram variadas e muito saborosas.

Depois do almoço, pegamos um ônibus e fizemos o Macuco Safári. Existem duas opções desse passeio, a seca, na qual um barco passa perto das cataratas com mais segurança, para quem não gosta muito de aventuras como eu, e a molhada, que vai embaixo das águas literalmente. Escolhemos a seca obviamente e quando acabou, pegamos o ônibus e o transfer de volta para o hotel.

Cataratas de Foz do Iguaçu e barco passando.
Cataratas de Foz do Iguaçu e arco-íris.
Manuela Brasão posa para foto sorridente com as cataratas de Foz do Iguaçu ao fundo.
Manuela Brasão posa para foto sorridente com rabo de cavalo ao vento e cataratas de Foz do Iguaçu ao fundo.
Manuela Brasão dentro de barco nas águas das cataratas de Foz do Iguaçu.
Manuela Brasão com os braços abertos para as cataratas de Foz do Iguaçu.
Manuela Brasão com capa de chuva nas cataratas de Foz do Iguaçu.
Manuela Brasão contempla as cataratas de Foz do Iguaçu.
Manuela Brasão e Diego posam para foto com as cataratas de Foz do Iguaçu ao fundo.

04/09

Pegamos um transfer e fomos fazer o roteiro especial da Usina Hidrelétrica de Itaipú, no caso, a maior do mundo. Fomos nas partes externa e interna. É necessário ir com roupa abaixo do joelho e não é permitido levar bolsa, somente o celular. Achei um passeio dispensável também. Não tem nada de legal, nem de bonito. Só histórico mesmo.

Manuela Brasão posa para foto com moldura do perfil do instagram da Usina Hidrelétrica de Itaipú.
Manuela Brasão posa para foto na Usina Hidrelétrica de Itaipú.
Águas da Usina Hidrelétrica de Itaipú.

Almoçamos no shopping e fomos ao Templo Budista que era lindíssimo, tinha um silêncio impecável e um ar puro maravilhoso. Mas, não aceitam cartão porque não tem sinal ou a senhora da loja me enrolou com esse papo. haha’ 😂

Dentro do templo, você pode escrever seus pedidos, acender vela e incenso. Não se preocupe se você não estiver com velas ou incensos na bolsa porque é possível comprar kits na lojinha do templo. Como esse passeio rendeu fotos lindas! Infelizmente o local fecha cedo às 16:30, mas em meia hora e quarenta e cinco minutos, dá para tirar fotos e ver tudo.

Manuela Brasão sentada imitando pose da estátua ao fundo.
Manuela Brasão sentada imitando pose da estátua ao fundo.
Estátuas do templo budista de Foz do Iguaçu.
Manuela Brasão sentada imitando pose da estátua ao fundo.
Pátio interno do templo budista de Foz do Iguaçu com pessoas andando, casinhas, estátuas e árvores.

05/09

Pegamos um transfer e fomos até o mercado paraguaio. As ruas de lá são completamente lotadas de camelôs, lojinhas e pessoas te oferecendo de tudo. Fomos em um shopping famoso, o Cellshop, onde as coisas têm um preço muito bom e não são falsificadas. Lá encontramos perfumes, roupas, eletrônicos, entre outros. Ficamos sabendo através do guia que quando você aceita indicação de alguém que te leva até uma loja, essas pessoas ganham uma comissão por aquilo. Sendo assim, não existe desconto nenhum nas mercadorias porque o valor que seria dado no desconto é usado para pagar essas pessoas que “promoveram” a loja. Portanto, para quem não conhece o Paraguai, o melhor é sempre ir com um guia para te mostrar como tudo funciona ou pesquisar bastante na internet.

À noite, fizemos o Circuito Iguazú. Começamos numa vinoteca onde os preços eram excelentes! Tinha vinho até por R$15,00, pasta de azeitona incrível e doce de leite. Depois, paramos em um restaurante para jantar e vimos um show de tango bem legal.

Para finalizar, fomos ao Ice Bar Iguazú, um verdadeiro frigorífico onde tudo é congelado. A permanência é de 30 minutos e é open bar. Só tocou funk e eu, particularmente, não gostei mas valeu a pena pela experiência.

Diego e Manuela Brasão posam para foto com casacos no Ice Bar Iguazú.

06/09

Saímos do hotel bem cedo e fomos conhecer as cataratas pelo lado da Argentina. Com inúmeras paisagens lindas, trilhas e restaurantes, é super válido conhecer! O último jantar para fechar a viagem foi no Bona Tratoria novamente.

Amei essa viagem e mal posso esperar pela próxima. 😃 Até mais, pessoal!

Este post não é um publieditorial e não contém links para afiliados.

Atenciosamente,
Equipe do SG

Postado por Manuela
Estudante de Jornalismo, apaixonada por livros, música, cinema e viagens e editora de Entretenimento do SG.

Esses posts têm tudo a ver!

Preventivo: 5 minutos essenciais


11 de setembro de 2019
às 17:51

Muita gente ainda tem dúvida sobre o exame preventivo ou também chamado de Papanicolau. Criado em 1928 pelo médico grego George Papanicolaou (1883-1962), o exame ainda hoje é considerado a forma mais simples e eficaz de prevenir o câncer do colo uterino. Mas e aí, você sabe da sua importância? Já conversou com o seu médico sobre isso? Se ainda não, é hora de começarmos a falar sobre o assunto! 😉

Quem deve fazer?

O Ministério da Saúde segue as diretrizes brasileiras e orienta que o exame preventivo do câncer do colo uterino seja realizado todo ano em mulheres de 25 a 64 anos. Estando o exame normal, as novas coletas podem ser feitas a cada 3 anos. No entanto, os ginecologistas costumam realizar esse exame logo no início da vida sexual da mulher para possibilitar um melhor acompanhamento da paciente. Caso venha alguma alteração no resultado, o médico já sabe que muitas vezes o quadro pode ser revertido sozinho, mas acompanhará mais de perto.

Como é feito?

Durante a consulta, o médico introduz no canal vaginal um instrumento chamado espéculo, que lembra muito um “bico de pato”. Hoje em dia, a maioria dos serviços utiliza a versão de plástico que já vem lubrificada e é descartável. Com o auxílio de uma “escovinha”, ele realiza a coleta do material do colo do útero para encaminhar ao laboratório. Mas não se preocupe! É um procedimento ambulatorial simples que dura em torno de 5 minutos, no qual é comum sentir apenas um leve incômodo durante a coleta.

Instrumento descartável de plástico para exame preventivo ou Papanicolau.
Reprodução: Permed / Espéculo vaginal.

Por que fazer?

O câncer de colo uterino tem uma progressão lenta, sendo possível através do preventivo detectar lesões iniciais que podem ser tratadas antes de virarem câncer.

Instrumento descartável de plástico para exame preventivo ou Papanicolau.
Reprodução: Mundo Educação / Colo do útero.

Praticamente toda lesão no colo do útero que pode vir a ser um câncer, vem de uma infecção causada pelo vírus HPV (Papilomavírus Humano), transmitido pela relação sexual. Para evitar a sua contaminação, é essencial o uso da camisinha e a vacinação contra o HPV. Recomenda-se duas doses da vacina quadrivalente contra o HPV para meninos e meninas com idade entre 9 a 15 anos e três doses para homens e mulheres com idade acima de 15 anos. Infelizmente o SUS não disponibiliza a vacina para pessoas acima de 15 anos, sendo necessário recorrer à clínicas particulares nesse caso. Vacine-se! 😊

Procure o seu médico e esteja sempre em dia com a sua saúde. Cuide-se! Para dúvidas e sugestões de novos posts, escreva para a gente. Um beijo! 😘

Este post não é um publieditorial e não contém links para afiliados.

Atenciosamente,
Equipe do SG

Postado por Fabiana
Médica residente do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho da UFRJ.

Esses posts têm tudo a ver!